Equipe

COORDENAÇÃO

João Carlos de Souza Meirelles FilhoDiretor Geral

Hermógenes José Sá de OliveiraCoordenador Geral 

EQUIPE TÉCNICA (por programa/projeto)

Néctar da Amazônia (Abelhas Silvestres Nativas) 

Hermógenes José Sá de OliveiraCoordenação

Cleiton José Oliveira Santos – Auxiliar de Projeto

Fernando Oliveira – Consultor

Embarca Marajó 

Manoel Rodrigues Silva PotiguarGerente de Projeto

ProGoeldi

Braglia Consultores – Coordenação

Franciele Carneiro – Estagiária

INSTITUCIONAL 

Maíra Barbosa ParenteGerente Financeiro

Swellen do Socorro Barbosa AbraçadoAssistente Administrativo

Francinaldo Santos da Costa Junior – Contabilidade

Mariana Carvalho BuoroCaptação de Recursos

Juliana Naves Diniz – Consultoria Jurídica

Hanne d´Oliveira Eluan Lima – Mídias Sociais

Governança

Órgãos estatutários
O Instituto Peabiru tem 20 associados promotores, que se reúnem regularmente em Assembleia Geral, seu órgão máximo de governança. O Conselho Diretor, que se reúne de forma frequente, é o órgão de deliberação executivo, apoiado por um conselho fiscal, que analisa anualmente os demonstrativos financeiros e é convocado sempre que necessário para outros pareceres.

Assembleia Geral
Alberto Marsicano Guedes
Adalberto Wodianer Marcondes
Dulce Rosa de Bacelar Rocque
D’Alembert Jaccoud
Francisco Vila
Gilberto de Souza Meirelles Neto

Hermógenes José de Oliveira Sá
João Carlos de Souza Meirelles Filho
João Marcos Silveira
José Pedro de Souza Meirelles
Léo Sussumo Ota
Leonel Pessoa
Maíra Barbosa Parente
Maria Luisa da Silva
Maria Teresa Junqueira Meinberg
Rogério Raupp Ruschel
Rui Salles Lanhoso Martins
Sérgio Gomes

Conselho Diretor

Hermógenes José de Oliveira Sá – Diretor adjunto
Maíra Barbosa Parente – Tesoureira
João Carlos de Souza Meirelles Filho  – Diretor Geral

Conselho Fiscal
Titulares:
Gilberto de Souza Meirelles Neto
Rui Salles Lanhoso Martins
Rogério Favacho da Cruz

Suplente: Ana Gabriel da Cruz Fontoura

Conselho Consultivo
Lee Pegler

Maria Jose Barney Gonzalez
Paul McKay

Parceiros e financiadores

Principais financiadores, parcerias e convênios em dois grupos: convênios em vigor e projetos concluídos nos últimos cinco anos.

FINANCIADORES 

Divididos pela natureza dos financiadores: Empresas, Institutos e Fundações Empresariais;  Organismos públicos; Cooperação internacional; e Entidades Sem Fins Lucrativos.

Empresas, Institutos e Fundações Empresariais – em andamento

  1. Akzo Nobel (Tintas Coral – Programa Tudo de Cor) [Programa ProGoeldi – Revitalização dos muros e edificações históricas do Parque Zoobotânico do Museu Goeldi, Belém, PA – 2016 – atual] vide:  https://peabiru.org.br/progoeldi/
  2. Banco da Amazônia – Patrocínio para Espaço Museu Goeldi – Programa ProGoeldi [desde julho de 2017]
  3. Editora Metalivros – Edição do Livro Conservação de Fauna Silvestre do Brasil [em captação de recursos, desde janeiro de 2017]
  4. Guamá Resíduos Sólidos [desde julho de 2017]

Empresas, Institutos e Fundações Empresariais – Principais Projetos concluídos (últimos 5 anos)

  • Agropalma SA [Estudo para o Distrito de Palmares, Tailândia, Pará – 2017];
  • Banpará [Programa ProGoeldi – Campanha de Revitalização do Parque Zoobotânico do Museu Goeldi, Belém, PA, 2016];
  • Editora Metalivros [Edição das obras: Grandes Expedições à Amazônia Brasileira, 2009 e 2011; Rios do Brasil, 2016, Patrimônio Natural Privado do Brasil, 2016];
  • Energizer do Brasil [Projeto 1 milhão de lâmpadas, 2014],
  • Fundação Vale [Estudo relacionado à Estrada de Ferro Carajás],
  • Hydro Sa [Avaliação de Reintegração de Posse em Barcarena, PA, 2017],
  • Instituto Lojas Renner [Edital financiou Escola Cotijuba de Negócios, 2015];
  • Imerys Rio Capim Caulim SA [Programa ProGoeldi – apoio ao Espaço Goeldi150, 2016];
  • Philips do Brasil (Ilumine seu Jogo) [Quadras esportivas em Curralinho e Ilha de Cotijuba, Belém, PA, 2015]

Organismos públicos – em andamento

  1. BNDES – FUNDO AMAZÔNIA – edital público – [Néctar da Amazônia – criação de abelhas nativas silvestres em Almeirim, Curuçá, Monte Alegre, PA e Macapá e Oiapoque, AP – desde 2014 – atual] vide https://peabiru.org.br/nectardaamazonia/
  2. Fundação Banco do Brasil – edital público – [Meliponicultura–Vetor de inclusão social, incremento de renda e boas práticas de manejo, Curralinho, Marajó – desde junho de 2017]
  3. INCRA – editais públicos – [Serviços de Assistência e Técnica e Extensão Rural, Ponta de Pedras e Cachoeira do Arari, Pará – 2013 – atual] e [Serviços de Assistência e Técnica e Extensão Rural, Belém, Ananindeua, Pará – 2015 – atual];

Organismos públicos – principais projetos concluídos (últimos 5 anos)

Cooperação internacional – Principais projetos concluídos (últimos 5 anos):

  • PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento/MMA – Ministério do Meio Ambiente [Projeto de Fortalecimento dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) do Açaí e da Andiroba no Marajó, Pará 2012-2015];
  • UNESCO – Criança Esperança (Rede Globo e UNESCO) [Projeto Meu Mangue, Educação e Ambiente];
  • UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) 1. [Selo Município Aprovado -Desenvolvendo competências municipais e comunitárias para realização dos direitos de crianças e adolescentes na Amazônia Legal Brasileira, Fase III, 2014-2016] 2.[ Protagonismo de Adolescentes na Realização da Plataforma dos Centros Urbanos PCU Belém: JUVA & Viva Melhor Sabendo Jovem 2015-2016]

Entidades sem fins lucrativos – em andamento

  1. IDEAAS (Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas e da Auto Sustentabilidade)[Implantação do projeto “Luz para uma vida melhor” – 2017]
  2. IEB (como líder gestor de ação em parceria com Fundação Vitória Régia e Instituto Peabiru, pelo Fundo Socioambiental Caixa) [Projeto Embarca Marajó – 2015 a 2017]

Entidades sem fins lucrativos – principais projetos concluídos (últimos 5 anos):

  • INESC [Projeto ONDA – Adolescentes em movimento pelos direitos – 2016]

 

PRINCIPAIS PARCEIROS

Terceiro setor

Instituto Envolverde (São Paulo, São Paulo)[Comunicação e difusão de notícias]

IDEAAS (Porto Alegre, Rio Grande do Sul) (Philips Ilumine seu Jogo; Energizer e Bakana Solar)

IEB (Belém, Pará, e outros locais) (Embarca Marajó)

Instituto Pró-Natura (Rio de Janeiro, RJ) (diversas ações no Marajó)

INESC (Instituto de Estudos Socioeconômicos) (Brasília, Distrito Federal)
Fundacao Vitória Régia (Belém, Pará) (Embarca Marajó)

Organizações públicas – em andamento

FUNDACENTRO [estudo sobre trabalho seguro no açaí – 2015]

Fundação Nacional do Índio – FUNAI (Coordenação Regional Amapá e Pará) [Néctar da Amazônia]

Fundação ProPaz (Governo do Estado do Pará) [Programa ProGoeldi]

IDEFLORBIO – Acordo de Cooperação Científica para apoiar unidades de conservação no Pará (2017-2012)

MPEG – Museu Paraense Emílio Goeldi [Programa ProGoeldi – Termo de cooperação 2015-2019]

SERPRO (Programa SERPRO de Inclusão Digital)[Centros de inclusão digital em Curralinho, PA]

SUSIPE-PA Superintendência do Sistema Prisional do Pará [Programa ProGoeldi, Revitalização dos muros e edificações do Parque Zoobotânico do Museu Goeldi]

Cooperação Internacional em andamento 

International Social Studies Instititute (ISS)/Erasmus University [Programa Governance of Labour and Logistics for Sustainability (GOLLS)]

UNESCO –  apoio a construção e consolidação de cadeias produtivas sustentáveis da Pesca Artesanal Costeira da Amazônia Brasileira

Organizações sociais, associações e movimentos sociais, no Pará – em andamento

AMABOLONHA – Associação de Defesa do Palacete Bolonha e Entorno, Belém, Pará

ASMELC – Associação de Meliponicultores de Curuçá, Curuçá, Pará

Cooperativa Sementes do Marajó, Curralinho, Pará

COOPEMAFLIMA – Cooperativa dos Produtores Extrativistas Marinhos e Florestais da Ilha de Marajó, Salvaterra, Marajó, Pará
CODETEM – Colegiado de Desenvolvimento Territorial do Marajó
Colônia de Pescadores Z-37 de Curralinho, Pará

MMIB – Movimento das Mulheres das Ilhas de Belém, de Cotijuba, Belém

Organizações, associações e movimentos sociais, no Amapá

Associação de Moradores Produtores e Folclórica da Comunidade Quilombola de São Pedro dos Bois – ASPEB, Macapá, Amapá

Associação de Moradores Quilombolas do Mel da Pedreira – AMORQUIMP, Macapá, Amapá

Conselho de Cacicas e Caciques dos Povos Indígenas do Oiapoque – CCCPIO, Oiapoque, Amapá

REDES e participações em CONSELHOS

Aliança para Restauração da Amazônia, Brasil

Circular Campina, Belém, Pará

CONSEMMA – Conselho Municipal de Meio Ambiente de Belém, Belém, Pará

Conselho Consultivo da APA do Combú, Belém, Pará

Conselho Consultivo do Parque Estadual Monte Alegre, Monte Alegre, Pará

RENOVE – Rede Nacional das Organizações da Sociedade Civil para as Energias Renováveis, Brasil