Luz para uma uma Vida Melhor


O Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas e da Auto Sustentabilidade (IDEAAS) e o Instituto Peabiru apresentam o programa Luz para uma Vida Melhor, apoiado pela Fundação C.S. Mott. Esta iniciativa se dedica a atender grupos sociais de baixa renda e alto grau de exclusão energética. A parceria envolve, ainda, o Grupo de Estudos e Desenvolvimento de Alternativas Energéticas – GEDAE, da Universidade Federal do Pará – UFPA; o Movimento das Mulheres das Ilhas de Belém – MMIB; e a Paróquia São Francisco das Ilhas.

170719-peabiru-0023

Hoje podem-se ver painéis solares que geram energia para a iluminação das casas ao longo do rio Jamaci. Comunidade Nossa Senhora da Conceição, Ilha de Paquetá, Belém, PA. Julho de 2017. Foto: Rafael Araujo.


A primeira ação

O Luz para uma Vida Melhor inicia-se com a instalação de sistemas autônomos de serviços energéticos para 22 residências e um centro religioso na Comunidade Nossa Senhora da Conceição, Ilha de Paquetá, Belém. O local foi escolhido em função de pesquisa realizada e 2014 pelo Instituto Peabiru a partir de recomendação do Movimento das Mulheres das Ilhas de Belém, apontando a vulnerabilidade destas famílias em termos de insegurança energética.

A tecnologia instalada para iluminar estas  residências é o que o IDEAAS denomina de Kit “Bakana solar”. Este kit foi preparado para atender uma demanda por: 1. iluminação residencial básica, 2. ponto para carga de celular; e 3. lâmpada para espantar morcegos (acesa durante toda a noite). São soluções simples, mas com alto impacto na qualidade de vida das famílias.

170719-peabiru2-0019

Caixa de controle, que contém a bateria, do Kit “Bakana Solar”, instalada no interior da residência, na versão utilizada na Comunidade N.Sra. da Conceição, Belém, PA. Julho de 2017. Foto: Rafael Araujo.


O kit ‘Bakana Solar’ é resultado de duas décadas de pesquisa e desenvolvimento de soluções energéticas de baixo custo e fácil instalação, principalmente direcionada para populações rurais isoladas”, diz Fabio Rosa, do IDEAAS.

O projeto inova ao propor um condomínio para promover a auto-gestão do sistema. Assim, cada beneficiário contribui com um pequeno valor mensal, que é guardado por um responsável escolhido pela comunidade. A proposta é arrecadar recursos para financiar a troca de baterias prevista para cada 2 ou 3 anos e para eventual manutenção (troca de lâmpadas, fusíveis etc.). Em princípio, a vida útil do painel solar é de duas décadas. 

Outra preocupação do Luz para uma Vida Melhor é buscar a maior autonomia possível dos sistemas instalados. Assim, uma das ações consiste em capacitar atores locais para suporte técnico, o que estimula o desenvolvimento da cadeia produtiva local de energias sustentáveis.

170719-peabiru-0105

Família demonstra o funcionamento do kit Bakana Solar. Observe à direita o painel de controle. Comunidade Nossa Senhora da Conceição, Ilha de Paquetá, Belém, PA. Julho de 2017. Foto: Rafael Araujo.


Potencial de atendimento do programa

O Luz para uma Vida Melhor demonstra que é possível atender àqueles não contemplados pelas políticas públicas atuais, como o programa federal Luz para Todos. Apenas na Amazônia brasileira, há mais de 1 milhão de famílias no meio rural, principalmente de povos e comunidades tradicionais. A maioria sofre com o alto grau de exclusão energética. Isso tem graves consequências em suas vidas, especialmente para grupos mais vulneráveis – crianças, jovens e mulheres –, em termos de saúde, educação e oportunidades de geração de renda, sem falar na dificuldade de acesso a itens básicos da vida moderna, como geladeira, televisor, telefone e computador. Para João Meirelles, do Instituto Peabiru, “são soluções energéticas sustentáveis como esta que garantem imediato acesso à energia de baixo custo a cada família da Amazônia rural e, mesmo do Brasil”.

170719-peabiru2-0035

Dona Maria na porta de sua residência, ao lado do painel solar, entre os açaizeiros.  Comunidade Nossa Senhora da Conceição, Ilha de Paquetá, Belém, PA. Julho de 2017. Foto: Rafael Araujo.

logos

Mais conteúdo sobre o Luz para uma vida melhor

Página do programa em inglês (English webpage)
Galeria de fotos
Todas as matérias no site sobre o Luz para uma vida melhor

Para maiores detalhes sobre a construção de capacidade local, acesse Relatório sobre treinamento de agentes técnicos solares.


Cobertura da imprensa sobre o Luz para uma vida melhor
Matérias da TV Cultura (9 de agosto de 2017)
SBT (14 de agosto de 2017)
Publicação impressa do Diário do Pará (13 de agosto de 2017)
Reportagem na TV Liberal, Programa É do Pará (31 de outubro de 2020)


Sobre o Instituto Peabiru


O Instituto Peabiru é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), com 19 anos de atividade, sede em Belém do Pará, com a missão de facilitar processos de fortalecimento da organização social e da valorização da sociobiodiversidade, especialmente para que as populações extrativistas e os agricultores familiares da Amazônia sejam protagonistas de sua realidade. Atua no Pará, Amapá, Maranhão e Bahia.

%d blogueiros gostam disto: