Belém Ribeirinha

Nesta região, o Instituto Peabiru atua há quase dez anos, em parceria com a organização de base local “Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém” (MMIB), para estabelecer uma agenda socioambiental, econômica e cultural para as populações ribeirinhas.
Nos anos de 2012 e 2013, MMIB e Instituto Peabiru elaboraram propostas na área de ecoturismo, artesanato, inclusão digital, fortalecimento da cultura e da organização social. Entre as conquistas, em processo de implementação estão a doação da Energizer de luminárias solares (projeto Um Milhão de Luzes) e da Philips (projeto Ilumine seu jogo), em parceria com o IDEAAS.
Atualmente MMIB e Instituto Peabiru realizam pesquisas e elaboram projetos nas temáticas de acesso a água e energia para as ilhas mais isoladas, bem como de ecoturismo de base comunitária. A prioridade é realizar amplo diagnóstico sobre esta região – Escuta Belém Ribeirinha – onde vivem mais de 20 mil ribeirinhos. A maioria não tem segurança fundiária, é precário o acesso a transporte regular, a água potável e saneamento básico, é muito alto o gasto com energia, e há crescente dificuldade de gerar renda a partir do manejo dos recursos naturais (açaí, camarão, pescado etc.) em função da expansão urbana da Região Metropolitana de Belém.
Sobre o território: Belém Ribeirinha é o território compreendido pelas mais de 50 ilhas nos rios Guamá e Pará e suas respectivas margens de 7 municípios da Grande Belém (Acará, Barcarena, Belém, Ananindeua, Marituba, Santa Bárbara e Benevides)¹. Somente em Belém, 40% do território do município é composto por suas ilhas. Fora as ilhas de Outeiro e Mosqueiro, trata-se de áreas com serviço de transporte fluvial precário, irregular e caro. As ilhas são habitadas por mais de 6 mil famílias de ribeirinhos, moradores ainda fortemente relacionado ao modo de vida tradicional, com baixo acesso a serviços públicos. Somente um terço destas famílias, cerca de 2 mil famílias, estão incluídas em assentamentos agroextrativistas (PAEs) do INCRA.

Marco Contextual

Leia aqui o documento com o Marco Contextual do território Belém Ribeirinha

Clique aqui e baixe a apresentação sobre o Marco Contextual

%d blogueiros gostam disto: