Diretora da Bovespa visita Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém

Grupo do MMIB apresentou ações realizadas pela associação

Cursos de informática, sala de leitura, trilhas de turismo de base comunitária, plantação de priprioca,  cineclube, produção de biojóias e papel reciclado. Essas são algumas das ações do Movimento de
Mulheres das Ilhas de Belém, o MMIB, em Cotijuba. Na última terça-feira, 28, a convite do Instituto Peabiru, a diretora de Responsabilidade Social da Bolsa de Valores Socioambientais (BVS&A),
Sônia Favaretto, visitou a ilha localizada a 45 minutos de barco de Belém para conhecer a associação.
O diretor do Instituto Peabiru, João Meirelles, e a coordenadora do Programa de Ecoturismo de Base Comunitária, Ana Gabriela Fontoura, acompanharam a viagem.  Com 14 anos de atuação, o MMIB participou da Escola Ribeirinha de Negócios, projeto do Instituto Peabiru financiado pela BVS&A. Sônia Favaretto conheceu a sede do MMIB e seus diversos núcleos de trabalho.  “O que vocês fazem é muito especial e precisa se fazer conhecer”, disse a diretora ao grupo de associados que participou do encontro. “Mais que um projeto, é um sonho por tudo que consegue mudar”, completou.
Daniele Silva, coordenadora do MMIB, falou das transformações conquistadas com a atuação da associação. “Hoje aprendemos a dar valor ao nosso trabalho como mulher. É uma outra visão”, afirma. Ela
explicou como as ações que geram trabalho e renda, como o cultivo da priorioca, o turismo de base comunitária, a produção de biojoias e papel reciclado dão autonomia e evitam que as famílias busquem o
centro urbano. “É importante para nós ter renda, ter trabalho, sem precisar ir para a cidade”, concluiu.
Os cerca de dez participantes também apresentaram as iniciativas que precisam de apoio para ser fortalecidas e a importância da divulgação para ampliar as oportunidades de trabalho.  “A gente conseguiu
realizar o que a gente sonhou, mas sabemos que muitos dons ainda podem ser desenvolvidos”, destacou Adriana Lima, uma das fundadoras da associação. O Instituto Peabiru é parceiro do MMIB desde 2004.

,

Comentários encerrados.