Revista Amazônia Viva destaca iniciativas de ecoturismo de base comunitária e meliponicultura

Por Instituto Peabiru
Publicado em 14/12/2021
As donas de casa podem produzir mel em casa, instalando várias colmeias - o meliponário (foto) no quintal. Foto: Rafael Araújo

Meliponicultura: as donas de casa podem produzir mel no próprio quintal, instalando várias colmeias – o meliponário (foto).  Foto: Rafael Araújo

A Revista Amazônia Viva, encartada todos os meses no Jornal O Liberal, dedica na edição de fevereiro  – publicada nesta quarta-feira, 06 – um amplo espaço para ações de Ecoturismo de Base Comunitária (EBC) e de Meliponicultura, produção de mel de abelhas sem ferrão da Amazônia.  Na seção “Ideias Verdes”, a coordenadora do Programa de EBC do Instituto Peabiru, Ana Gabriela Fontoura, fala em entrevista sobre a importância de envolver as comunidades na criação de roteiros turísticos que valorizem o modo de vida dos povos da Amazônia. Já as páginas de “Viver em Comunidade”, o destaque é para o Programa Abelhas Nativas da Amazônia, onde o mel de abelhas sem ferrão se torna oportunidade de renda complementar para muitas famílias.

Acesse abaixo as notícias:

Muito mais que remédio pra tosse

Entrevista: Ecoturismo de Base Comunitária

***
Inscrever-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários