Instituto Peabiru apresenta relatório de 3 anos de atividades no Marajó

Arquivo Peabiru

A Escuta Marajó foi construída de maneira participativa com as lidenranças locais (Foto: Arquivo Peabiru)

Saiba mais sobre os resultados do Programa Viva Marajó, do Instituto Peabiru, em três anos de atividades no arquipélago marajoara. O documento “Viva Marajó: ordenamento fundiário de um território verde” está disponível para download aqui. O relatório também apresenta os principais desafios para a região, que sofre com  a exclusão a falta de acesso a direitos sociais.

O diretor da ONG, João Meirelles Filho, também faz um balanço do trabalho em entrevista publicada aqui no site do Instituto Peabiru. “A principal conquista é o fortalecimento da capacidade da sociedade civil em discutir e reivindicar seus direitos básicos”, destaca.

De acordo com Meirelles, o Programa Viva Marajó nasceu para apoiar a candidatura do arquipélago como Reserva da Biosfera  pelo Programa Homem e Biosfera, da UNESCO, porém foram identificadas inúmeras prioridades, como o ordenamento fundiário e o reconhecimento de direitos cidadãos de quilombolas, ribeirinhos e populações tradicionais.

Entre os principais resultados estão a Escuta Marajó, um diagnóstico socioambiental e cultural da região; o primeiro Mapa Fundiário do Marajó e o Documentário Expedição Viva Marajó, de Regina Jeha, que foi exibido nos 16 municípios marajoaras, no Rio de Janeiro, em São Paulo, e em vários festivais internacionais.

, ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: