Comunidades do Rio Canaticu, em Curralinho, iniciam a construção de acordos de pesca

Por Instituto Peabiru
Publicado em 14/12/2021
Oficinas de DRPs acontecem de 02 a 11 de junho no Rio Canaticu

Oficinas de DRPs acontecem de 02 a 11 de junho no Rio Canaticu

As 29 associações que integram a Central de Associações do Rio Canaticu (CEAM), em Curralinho, no Marajó, iniciam as discussões que nortearão a construção de acordos de pesca do rio. Serão oito oficinas de DRPs (Diagnóstico Rápido Participativo), nas quais os próprios moradores indicarão os problemas que envolvem a pesca na região. Os eventos integram a primeira etapa do projeto Marajó Viva Pesca que, em seu primeiro ano, prevê a construção dos acordos de pesca visando a recuperação e, posteriormente, a conservação dos recursos pesqueiros do Rio Canaticu.

“O DRP é uma metodologia utilizada amplamente pelo Instituto Peabiru e engloba ferramentas que permitem que a própria comunidade faça o diagnóstico dos problemas locais e passe a se autogerenciar. E ,essa é uma transformação muito importante na medida que nós, do Instituto Peabiru, nos vemos como facilitadores, e quem deve decidir sobre seu futuro é o morador da localidade”, conta Manoel Potiguar, gerente de projetos do Instituto Peabiru.

A programação das oficinas de DRPs em junho no Rio Canaticu segue a seguinte programação:
– Dias 02 e 03 na comunidade polo São Francisco dos Pacas
– Dias 04 e 05 nas comunidades polo Central do Aramaquiri e São Francisco
– Dias 06 e 07 nas comunidades polo Piedade e Bela Pátria
– Dias 08 e 09 nas comunidades polo Sagrado Coração de Jesus e Boa Esperança
– Dias 10 e 11 na comunidade polo Santa Maria

“As localidades das oficinas foram escolhidas pelos próprios pescadores, durante a oficina de construção de indicadores socioambientais, no final de abril. São comunidades-polo que abrangem todas as 29 comunidades que integram a CEAM. Vamos com duas equipes de técnicos, que se dividirão e farão oficinas em eventos paralelos em determinados dias, como se pode ver na programação”, explica Manoel.

O projeto Marajó Viva Pesca conta com patrocínio da Petrobras e do Governo Federal. Para saber mais, acesse o hotsite do projeto no endereço www.peabiru.org.br/marajovivapesca.

***
Inscrever-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários