Campanha colaborativa de apoio a comunidades quilombolas no Pará apoia mais de 200 famílias durante pandemia de COVID-19

Organizada pela MALUNGU, com apoio institucional de ECAM e Instituto Peabiru campanha viabilizou mais de duzentas doações através de financiamento coletivo e doação direta do Sindicato dos Servidores do Fisco Estadual do Pará


Entrega das cestas básicas às comunidades beneficiadas. Imagens: MALUNGU , com autorização de reprodução para registro dos resultados da campanha.


Em abril de 2020, em meio aos primeiros efeitos da pandemia de COVID-19 na região amazônica, a Coordenação Estadual das Associações das Comunidades Remanescentes de Quilombo do Pará – MALUNGU, a Equipe de Conservação da Amazônia – ECAM e o Instituto Peabiru promoveram uma campanha de financiamento coletivo para apoio a famílias quilombolas em municípios na Ilha do Marajó e na região Nordeste do estado. Com os resultados consolidados da campanha que apoiou diretamente mais de duzentas famílias em três municípios paraenses, estas organizações publicam conjuntamente o Relatório final da Campanha, que reúne seus dados de arrecadação.

Na região amazônica os impactos da pandemia de COVID-19 têm sido sentidos de forma ainda mais severa por populações rurais, seja no acesso aos serviços de saúde, seja na manutenção de seus meios de vida. Com suas atividades de produção e comercialização interrompidas, povos e comunidades tradicionais estão entre as populações mais impactadas pela pandemia e pelo efeitos do isolamento social. A campanha articulada entre os meses de abril e maio viabilizou a doação de cestas básicas de alimentos e itens de higiene para mais de 200 famílias, em territórios quilombolas paraenses nos municípios de Abaetetuba, Barcarena e Moju.

Realizada na plataforma Vakinha.com, a campanha ficou no ar durante aproximadamente cinco semanas e, após a liberação integral dos recursos arrecados, em maio, as compras e entrega das cestas foi concluída em 26 de junho.



Veja Linha do tempo completa da campanha em: peabiru.org.br/covid19 


No total foram beneficiadas 227 famílias de 6 comunidades quilombolas no estado do Pará. O valor integral arrecadado (descontados custos de uso da plataforma de doações), de R$15.640,30, foi direcionado para compra da lista de produtos doados às comunidades quilombolas, de acordo com as decisões do Comitê Quilombola. O valor foi utilizado na compra de cestas básicas e kits de higiene, com um total de 19 itens, em 227 cestas e kits de higiene (álcool em gel 70%, sabão em barra, água sanitária, papel toalha).


O processo de entrega das cestas básicas e kits de higiene foi coordenado pelo Instituto Peabiru com a Malungu ao longo do mês de junho, buscando garantir a máxima segurança aos envolvidos, especialmente evitando riscos de contaminação no transporte e entrega às famílias beneficiadas. Além das cestas básicas foram incluídas entre os materiais doados 1000 cartilhas, de prevenção e com informações sobre auxílio emergencial, elaboradas pela CONAQ, Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas. 

Entrega das cestas básicas às comunidades beneficiadas. Imagens: MALUNGU, com autorização de reprodução para registro dos resultados da campanha.


A campanha – e a união em torno das comunidades quilombolas no Pará – só foi possível pelo envolvimento de pessoas e organizações que voluntariamente se comprometeram com trabalhos e recursos doados para que cada item chegasse às famílias.

As organizações mobilizadoras e as famílias beneficiadas estendem seus agradecimentos a todos e todas, especialmente aos 103 doadores e doadoras que fizeram contribuições através da plataforma de financiamento coletivo e ao Sindicato dos Servidores do Fisco Estadual do Pará, apoiador de primeira hora da campanha. “Nós agradecemos pela excelência e preocupação de todos em fazer um trabalho coletivo e transparente dando suporte para os doadores que direcionaram suas contribuições para tornar essa ação possível”, pontua Raimundo Magno, da MALUNGU, um dos coordenadoras da campanha.


Acesse no link:
Relatório Campanha de Apoio às comunidades Quilombolas

, , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: