Instituto Peabiru apoia munícipios da Amazônia Legal para avanço no Selo UNICEF

Por Instituto Peabiru
Publicado em 14/12/2021

Visita técnica que ocorreu em Santa Maria do Tocantins/TO no dia 25 de maio. Foto: Alissandra Maria.

O Instituto Peabiru, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), realizou visitas técnicas em 53 municípios participantes da atual edição do Selo UNICEF e seis mutirões de suporte presenciais. Os eventos tiveram como objetivo oferecer auxílio aos municípios na elaboração e execução das atividades obrigatórias – como, por exemplo, o 1º Fórum Comunitário, criação do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCAS) e formulação do Plano de Ação Municipal.

“Esta ação foi necessária e planejada com o apoio de parceiros estratégicos nos estados devido a necessidade de estarem próximos a alguns municípios, de forma presencial. Parte destes municípios possuem dificuldades de internet, o que poderia comprometer o desempenho dos mesmos no Selo UNICEF. Acreditamos que este cuidado com eles irá refletir nos resultados lá na frente”, comenta o gerente técnico do Instituto Peabiru, Cláudio Melo.

A articuladora do Município de Santa Maria do Tocantins, Alissandra Maria, reafirma a importância dessas visitas técnicas: “ela (responsável técnica pela visita) explanou sobre o NUCA, sobre como realizar o Fórum, tirou dúvidas, falou sobre o papel de cada um: mobilizador da saúde, educação, assistência, CMDCA, Conselho Tutelar e sobre o 1 Milhão de Oportunidades. Ela também frisou sobre a plataforma dos cursos, a gente já estava fazendo, mas deu mais impacto para que o pessoal realmente se mobilizasse para fazer os cursos”.

Conseguir motivar as pessoas a cumprir as ações do Selo é uma tarefa difícil em alguns municípios, Alissandra destaca que estava tendo problemas para conseguir manter as pessoas incentivadas, cenário que mudou após a visita. “Eu acho que se ela não tivesse vindo aqui no meu município, a gente teria perdido muito. Eu assumi agora o Selo e percebi que eles não estavam sabendo quase nada, então eu articulei palestras com eles, mas mesmo assim sentia eles um pouco desmotivados. Só que a visita fez total diferença, eu percebi agora que os cursos estão avançando e já elaboramos estratégias. Eu achei sim que a visita foi fundamental para trabalharmos”, conta Alissandra.

“Conseguimos já confirmar a inscrição do NUCA, outra coisa importante que a gente fez também foi o modelo de plano da participação adolescente, já temos estratégias para o BAE – Busca Ativa Escolar”, afirma Alissandra, ela também diz que seu município está com diversos projetos de ações, alguns envolvem palestras escolares e outros eventos em defesa do direito das crianças e adolescentes.

Organizar para cumprir metas

Estabelecer uma organização é muito importante para o cumprimento de metas, pois elas hierarquizam os pontos mais relevantes e estipulam prazos para a melhor execução de todas as propostas. Alissandra conta que após a visita, seu município deixou uma agenda com planejamento para as atividades do Selo. “Fizemos um cronograma com vários tipos de estratégia que a gente vai poder realizar até o Fórum realmente acontecer e depois, com o Plano Municipal, onde vamos mobilizar mesmo o município, com a Semana do Bebê e o Plano da Primeira Infância, já estamos com várias ideias engatilhadas”, diz.

Rayana Carrera, articuladora de Igarapé-Açu/PA, também compartilha do mesmo sentimento de satisfação com a visita realizada em seu município pelo técnico do Instituto Peabiru, Rodrigo Rodrigues. “O município estava bem atrasado, a gente tinha que marcar o Fórum, realizar alguns cursos, mas ele com certeza ajudou muito, foi bem atencioso. Já realizamos nosso Fórum. Com certeza a presença dele ajudou muito a gente a entender melhor, a conseguir caminhar”, relata Rayana.

“Foi muito bom, as pessoas ficaram mais inteiradas sobre o que é o Selo, sobre as metodologias, os resultados”, conta Rayana. Ela também afirma que seu município criou o Plano de Ação, apresentou no Fórum e que as coisas estão se encaminhando de uma maneira muito satisfatória após a visita técnica.

E os esforços desse primeiro semestre apresentaram resultados positivos: 6.764 técnicos de saúde, assistência social e educação realizaram cursos online para ajudar na promoção de saúde mental entre os jovens e auxiliar no controle e prevenção da Covid-19. Foram criados 244 Núcleos de Cidadania dos Adolescentes (NUCAs) e 245 fóruns comunitários foram realizados.

Visita técnica no município de Igarapé-Açú/PA. Foto: Rayane Carrera.

Selo UNICEF

O Selo UNICEF é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para estimular e reconhecer avanços reais e positivos na promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes em municípios do Semiárido e da Amazônia Legal brasileira. Nesta edição, 2.023 municípios aderiram e nos próximos anos desenvolverão uma série de ações para melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes.

***
Inscrever-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários