Comitiva avalia potencial turístico de Monte Alegre

Comitiva sobe a Serra da Lua que possui pinturas rupestres milenares.

Comitiva sobe a Serra da Lua que possui arte rupestre milenar

Arte rupestre pré-colombiana com mais de 10mil anos, um mirante único do Rio Amazonas visto de cima, um enclave de Cerrado em plena Amazônia, além de cachoeiras, e um magnífico conjunto de formações geológicas tornam Monte Alegre um dos locais mais completos de ecoturismo da Amazônia. Atrativos localizados no município paraense de Monte Alegre desconhecidos até mesmo por aqueles que moram na região Oeste do Estado. Algo que pode mudar com a chegada de uma comitiva composta por empresários do ramo turístico, representantes de órgãos governamentais ligados ao turismo e formadores de opinião. O grupo que chegou ao município no dia 17 (segunda) foi convidado para participar de um famtour (tour de familiarização) que tem como objetivo estabelecer relações de mercado com os atores locais.

A ação ocorrerá até o dia 21 de fevereiro e terá como principais atrações visitas orientadas ao Parque Estadual de Monte Alegre (PEMA), onde estão localizadas a Pedra do Pilão (mirante natural), o Painel de Pintura Rupestre e cavernas. Os convidados também farão passeio de barco para ver a vitória-régia (planta típica da Amazônia) e visitarão projeto de artesanato local.

O famtour é uma iniciativa que integra o projeto “Almeirim Sustentável: um novo paradigma de município verde”, do Instituto Floresta Tropical (IFT) em parceria com Instituto Peabiru e patrocínio do Fundo Vale. “Temos parceria também com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Estado (SEMA-PA), responsável pela gestão do Parque Estadual Monte Alegre. Nossa ação colabora para transformar o local em um importante destino turístico. Certamente quem for a Santarém e Alter do Chão também deveria vir a Monte Alegre”, conta o coordenador do projeto Almeirim Sustentável no Instituto Peabiru, Richardson Frazão.

A ação também é um momento para colocar em prática tudo o que comunitários aprenderam durante a capacitação de “Agentes de Ecoturismo de Monte Alegre”, realizada pelo Instituto Peabiru, com patrocínio da Tam Linhas Aéreas S/A, no segundo semestre de 2013.

“No ano passado as comunidades participaram de oficinas e cursos de formação para a construção roteiros e outros negócios voltados para o turismo. A ideia é proporcionar uma geração de renda complementar. No final, queremos que as ações fortaleçam as capacidades humanas locais e a melhoria da organização social”, lembra Richardson.

Desde 2008, o Instituto Peabiru trabalha na região da Calha Norte com iniciativas para valorizar os recursos naturais e a cultura de populações tradicionais, além de ações de fortalecimento das capacidades humanas e do tecido social local nas organizações comunitárias. O trabalho é direcionado especialmente para mulheres e jovens.

, , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: