ATUALIZADO: Projeto ATER-Marajó inaugura oficialmente núcleo em Ponta de Pedras no dia 10 de abril e se apresenta em Cachoeira do Arari.

Núcleo Operacional da equipe do projeto ATER-Marajó será inaugurado dia 27 de março

Núcleo Operacional do projeto ATER-Marajó será inaugurado dia 10 de março

Além da aplicação de questionários, com a tecnologia Mobile Survey, visando o levantamento socioeconômico de assentamentos do município de Ponta de Pedras, a equipe do projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural, realizado no arquipélago do Marajó (ATER-Marajó), irá ampliar as atividades neste mês de março. No dia 12, próxima quarta-feira, a equipe se apresentará para as organizações governamentais e sociedade civil do município de Cachoeira do Arari. [ATUALIZAÇÃO] Antes marcada para o dia 27 de março, a inauguração do núcleo operacional de assistência técnica e extensão rural do projeto, foi adiada para o dia 10 de abril. [FIM DA ATUALIZAÇÃO]

“Assim como fizemos em Ponta de Pedras, vamos reunir com autoridades, lideranças e representantes de organizações do município de Cachoeira do Arari para que conheçam nossas ações a atividades do projeto nos PAEs (projeto de assentamentos agroextrativistas) deste município, Chipaiá e Urubuquara que farão parte da nossa pesquisa. Queremos que todos saibam quem somos e o que estamos fazendo”, explica Rosemiro Rodrigues, coordenador de Campo do ATER-Marajó. A apresentação acontecerá na Câmara Municipal de Vereadores de Cachoeira do Arari às 09h.

[ATUALIZAÇÃO] Já em funcionamento desde o mês de fevereiro, o Núcleo Operacional do projeto, será inaugurado oficialmente no dia 10 de abril, [FIM DA ATUALIZAÇÃO], em uma solenidade que reunirá a equipe do ATER-Marajó, autoridades, representantes dos assentamentos e formadores de opinião.

Equipe do projeto se reúne no Núcleo Operacional durante atividades do projeto

Equipe do projeto se reúne no Núcleo Operacional durante atividades do projeto

“O objetivo é atender o público beneficiário do projeto, ou seja, produtores (as), pescadores (as) e extrativistas dos assentamentos Soberana, Santana e Setubal, em Ponta de Pedras, e Chipaia e Urubuquara, em Cachoeira do Arari”, conta Rosemiro.

O endereço do núcleo é na Rua 30 de abril, 272 – Altos, em Ponta de Pedras/Marajó-Pará. Os horários de atendimento ao público são: de 8 às 12h e 14 às 17h30, com serviços de assistência técnica e extensão rural.

As atividades desenvolvidas pelo projeto ATER-Marajó fazem parte de uma ação do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), através da chamada pública 01/2013, lote 19, para promover assistência técnica e extensão rural com orientação produtiva para as comunidades da Amazônia. O Instituto Peabiru vai atuar durante 30 meses no desenvolvimento do projeto. Serão atendidas 676 famílias no total.

, , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: