Convênio irá capacitar reeducandos para pintura do muro e edificações do Parque Zoobotânico do Museu Goeldi

20160616_110723

Assinatura de convênio aconteceu na manhã do dia 16. Dez reeducandos (agachados) serão capacitados para pintura do muro e edificações do Parque Zoobotânico.

“Vamos aproveitar esta oportunidade com muita responsabilidade. Queremos fazer o melhor que pudermos até mesmo para manter as portas abertas para nossos demais amigos”. A fala é do reeducando Jota Ribamar, de 22 anos, um dos 10 detentos que integram o projeto “Vitória Régia”, resultado de um convênio entre o Governo do Estado do Pará, através do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) e ProPaz, com o ProGoeldi, com parceria da Coral, marca de tintas decorativas da AkzoNobel, que visa capacitar os internos como pintores para a revitalização do muro e demais edificações do Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi.

O convênio foi assinado nesta quinta-feira, 16, com a presença do presidente do Propaz, Jorge Bittencourt, do Superintendente da Susipe André Luiz de Almeida e Cunha, da Secretária Extraordinária de Integração de Políticas Sociais Izabela Jatene, do Diretor do Museu Emílio Goeldi, Nilson Gabas Jr, do diretor geral do Instituto Peabiru, João Meirelles Filho, do coordenador do ProGoeldi, Oswaldo Braglia, representantes do comércio e da indústria paraense, e da madrinha do ProGoeldi, a cantora Fafá de Belém.

Durante o evento, o diretor do Museu Goeldi, Nilson Gabas Jr, agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância de se ter uma articulação social em prol da instituição científica, que em outubro completa 150 anos. “Quando vemos tantas entidades reunidas em prol de uma iniciativa como esta, que envolve o poder público, um trabalho de reinserção social, empresas, é quando notamos que o Museu Goeldi transcende todo o contexto político e econômico atual. Este é um espaço da sociedade, um local de lazer e conhecimento”, comentou.

20160616_103610

Iniciativa é oportunidade de reinserção social para os reeducandos, que receberão remuneração, auxílio-alimentação e transporte.

Para André Luiz de Almeida e Cunha, Superintendente da Susipe, o trabalho com os reeducandos é uma oportunidade de mostrar que é possível reintegrar os detentos à sociedade. “É uma honra participar desta iniciativa, sermos chamados para revitalizar o Museu Goeldi. Do ponto de vista da reinserção, é melhor ainda, uma vez que só é possível trabalhá-la fora da prisão. E convênios como estes são fundamentais, não só para os 10 reeducandos, mas para o Brasil”, disse o superintendente.

Pelo convênio, a capacitação será realizada pela Coral, em parceria com o ProGoeldi. No curso prático, os reeducandos irão aprender técnicas de preparação da superfície e de pintura. “É um conhecimento que fica para a vida toda. Nós, da Coral, queremos pessoas que tenham no coração o sentimento de mudar a vida e acredito que temos isso aqui. Este com certeza é só um começo”, enfatizou Hugo Ferreira, gerente comercial Região Norte da AkzoNobel Tintas Decorativas.

A ação de treinamento é parte do projeto “Tudo de Cor”, iniciativa da Coral que leva cor para as pessoas, melhorando suas vidas por meio da transformação de seus lares e cidades. Nos últimos sete anos, o projeto pintou mais de 8 mil imóveis pelo Brasil, além de capacitar pintores que residem nas regiões beneficiadas, totalizando cerca de 4 mil aprendizes formados.

Juntamente, o ProPaz irá oferecer remuneração e vale-transporte, para que estes possam se deslocar ao Museu Goeldi e retornar ao sistema penitenciário ao final do expediente. “O Museu Goeldi é emblemático. Quando perguntaram qual o motivo do ProPaz fazer parte deste convênio, a gente lembra que trabalhamos com a família. E o Parque Zoobotânico é um ponto de encontro da família, da nossa juventude. Revitalizar este espaço é uma oportunidade de oferecer um ambiente mais familiar ainda”, comentou Jorge Bittencourt , presidente do ProPaz.

20160616_102609

A cantora Fafá de Belém é a madrinha do ProGoeldi

Durante um momento de emoção, a cantora Fafá de Belém, relembrou da sua infância no Museu Goeldi e destacou que uma sociedade precisa se reconhecer e orgulhar de suas raízes. “Uma das coisas mais importantes para um povo é ele se reconhecer. Nós somos caboclos, mulatos, indígenas, etc. E o Museu Goeldi é parte disso, o paraense se reconhece nele. É referência mundial para a ciência e eterna referência para nós que crescemos visitando este parque. Quero cumprimentar cada um dos reeducandos e agradecer a todos que participaram desta articulação, pois esta é uma grande iniciativa”, falou Fafá.

Sobre o ProGoeldi

Um dos mais respeitados e referenciados dos museus científicos do Brasil, o Museu Paraense Emílio Goeldi e a organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), o Instituto Peabiru, firmaram parceria para a captação e gestão de recursos que visam, prioritariamente a revitalização do Parque Zoobotânico, em Belém. A iniciativa integra as comemorações dos 150 anos do Museu Goeldi.

Para tal, foi criado o ProGoeldi, um programa que inclui ações de diferentes naturezas para comemorar esta data. As atividades priorizam a revitalização no Parque Zoobotânico, mas incluem também publicações e produtos audiovisuais alusivos, eventos científicos e culturais, entre outros.

A parceria com o Instituto Peabiru além de apoiar a captação e gestão de recursos para este importante evento, prevê ações de longo prazo. O acordo, firmado para cinco anos de trabalho, inclui a criação de uma organização da sociedade civil específica para apoiar o museu, e o fortalecimento da capacidade do Museu Goeldi em mobilizar recursos.

Sobre o “Tudo de cor”

Desde 2009, o projeto sociocultural “Tudo de cor”, da Coral, leva cor para a vida das pessoas, melhorando suas vidas por meio da transformação de seus lares e cidades. Nos últimos sete anos, o projeto pintou mais de 8 mil imóveis pelo Brasil, além de capacitar pintores que residem nas regiões beneficiadas, totalizando cerca de 4 mil aprendizes formados. A iniciativa cuida e embeleza as casas, espaços públicos e patrimônios históricos, inspirando e engajando moradores, voluntários e cidadãos em geral em uma grande onda de cor, renovação e otimismo. A preocupação com o meio ambiente também faz parte do “Tudo de cor”. Atualmente, são usados exclusivamente produtos à base de água, o que reduz o impacto na natureza. Desta forma, fecha-se um ciclo sustentável que resulta no aumento da autoestima individual e do senso de cidadania coletivo. Em 2011, o projeto foi um dos cases vencedores do Prêmio Marketing Best Sustentabilidade, que reconhece as melhores práticas sustentáveis das companhias no país.

Reinserção Social da Susipe

A Diretoria de Reinserção Social da Susipe atua por meio de convênios com instituições públicas e privadas para a geração de emprego e renda à detentos no Estado. No total, já são 28 convênios firmados e cerca de 500 presos com trabalho formal e carteira assinada.

Nos convênios de trabalho da Susipe, o reeducando é remunerado com ¾ do salário mínimo – como previsto na Lei de Execução Penal, auxílio-alimentação e transporte. Além disso, para cada três dias de trabalho, os detentos têm garantido um dia de remissão na pena.

As Empresas e Instituições que quiserem se tornar parceiras da Susipe, assim como o Museu Emílio Goeldi, no uso da mão de obra carcerária com vagas de trabalho destinadas aos detentos do regime semi-aberto, pode obter mais informações através do site: www.susipe.pa.gov.br no link “Seja Nosso Parceiro”, ou ligar para a Coordenação de Trabalho e Produção da Susipe nos telefones: (91) 3222-4231 / 98896-5058.

, , , , , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: