Néctar da Amazônia: o mel da conservação da sociobiodiversidade

Por Instituto Peabiru
Publicado em 14/12/2021

Fundo Amaz LOGOpeqnectar-da-amazonia-logo-final-colorido

Néctar da Amazônia – projeto apoiado pelo Fundo Amazônia (BNDES) – consolida  uma década de trabalhos do Instituto Peabiru que partem do avanço nos aprendizados e conhecimentos do manejo racional das abelhas sem ferrão na Amazônia, junto a pequenos agricultores e povos de comunidades tradicionais, quilombolas e indígenas.

Manejo de meliponário de abelhas nativas (Melipona flavolineata), Curuçá-PA

Manejo de meliponário de abelhas sem ferrão Uruçú Amarela (Melipona flavolineata) pelo técnico Cleiton Santos. Curuçá, PA. Nov/ 2015. Foto: Rafael Araújo

 

Na multiplicação das experiências de meliponicultura, trabalhamos com diferentes parceiros e financiadores que acreditam na atividade como alternativa de renda complementar para comunidades tradicionais da Amazônia, aliada a segurança alimentar, recuperação e conservação da biodiversidade local e fortalecimento da diversidade cultural de cada grupo.

Os resultados desse trabalho se ampliam e formam, pela primeira vez, uma cadeia comercial, legalizada e regulamentada, do mel de abelhas sem ferrão da Amazônia. O mel da conservação da sociobiodiversidade começa a ir dos quintais, pomares e açaizais da agricultura familiar para as prateleiras do consumidor.

Visita a página do Projeto Néctar da Amazônia para saber mais.

***
Inscrever-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários